Novidade!!! Lançamento!!!

Novidade!!! Lançamento!!!
Livro em formato E-Book

Translate

Seguidores

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Páginas

15 de novembro de 2010

Capítulo 70: PROFECIAS NÃO REALIZADAS nos relatos religiosos

Profecias não realizadas colocam em dúvida relatos religiosos

Também, em confirmação à posição dos Humanistas sobre a Bíblia, há o fato de que ela contém profecias que comprovadamente falsas. A não ocorrência de eventos biblicamente profetizados e o fim do mundo, constituim prova clara de que a Bíblia é falível.

A Bíblia apresenta um teste para determinar se uma profecia foi inspirada por Deus. Deuteronômio 18:22 diz: "Quando o tal profeta falar em nome do SENHOR, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou tal profeta: não tenhas temor dele." Ao aplicar esse mesmo teste na Bíblia, nós percebemos que ela contem afirmativas que não foram inspiradas por Deus.
Em Gênesis 2:17, o Senhor teria advertido Adão e Eva sobre o fruto que havia na árvore do conhecimento: "Mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás". Porém em Gênesis, no capítulo 3, somos informados de que Adão e Eva comeram do fruto proibido e não morreram no dia em que assim agiram.
Gênesis 35:10 informa que Deus disse a Jacó: "O teu nome é Jacó; não se chamará mais o teu nome Jacó, mas Israel será o teu nome. E lhe chamou Israel". No entanto, 11 capítulos depois, em Gênesis 46:2 lemos "E falou Deus a Israel em visões de noite, e disse: Jacó, Jacó! E ele respondeu: Eis-me aqui."
Em II Crônicas 1:12 há que Deus disse a Salomão: "Sabedoria e conhecimento te são dados; e te darei riquezas, e fazenda, e honra, qual nenhum rei antes de ti leve, e depois de ti tal não haverá." Como o grande agnóstico Robert Ingersoll disse no século XIX, houve diversos reis na época de Salomão que poderiam jogar fora todo o reinado de Salomão (Palestina) sem perder muito com isso. Podemos acrescentar que a riqueza de Salomão é pequena comparada aos padrões atuais e sempre foi superada por muitos reis que reinaram depois dele.

Alguns exemplos de outras profecias não realizadas no Velho Testamento incluem:
Os Judeus irão ocupar a terra do rio Nilo até o rio Eufrates (Gen. 15:18); eles nunca perderão suas terras e nunca mais serão perturbados (Samuel II 7:10);
A casa e o reinado de David durarão para sempre; nenhuma pessoa incircunciso nem imunda entrará em Jerusalém (Isaías 52:1);
Damasco seria reduzida a um montão de ruínas (Isaías 17:1);
as águas do Egito iriam secar (Isaías 19:5-7).

Aplicando ao Novo Testamento o mesmo teste bíblico para identificação de falsos profetas, somos forçados a concluir que o próprio Jesus fez declarações não inspiradas por Deus. Por exemplo,
as profecias de Jesus a respeito da época em que o mundo iria terminar são claramente incorretas.
Em Mateus 16:28, Jesus diz a seus discípulos: "... que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino". Obviamente, as pessoas que estavam lá já morreram todas e nenhuma delas viu Jesus retornar para fundar o seu reinado.
Além disso, em Marcos 13:24-30, Jesus teria listado uma série de signos que deveriam acompanhar o fim do mundo (Hb 10:37), incluindo o escurecimento do sol, a lua não "dando" mais luz, as estrelas caindo, o filho do homem nas nuvens com grande poder e glória e a presença de anjos. No versículo 30, Jesus diz: "Não passará esta geração, sem que todas essas coisas aconteçam. "Aquela geração passou há muito tempo e os acontecimentos previstos não ocorreram.
De todos os ensinamentos do Nazareno, nenhum em minha opinião, pareceu tão confuso quanto aquele para as mentes de seus apóstolos e simpatizantes. Quando se lê o que se escreveu muitos anos depois de sua morte a respeito dessa segunda vinda (eu voltarei algum dia, que importa que as nações desapareçam), assim como da destruição de Jerusalém, e quando se conhece o discurso de Jesus naquele entardecer de terça-feira. Não se pode de sentir uma grande decepção e desolação. Ao menos nessa parte, os Evangelhos canônicos foram pessimamente escritos ou mal interpretados.

A análise do Novo Testamento também revela que Jesus estava incorreto na sua previsão no que dizia respeito a quantidade de tempo em que ele ficaria na tumba. Em Mateus 12:40, Jesus diz: "Pois como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra."
Porém, Marcos 15:42-45 diz que Jesus morreu na tarde do dia antes do Sábado (ou seja na Sexta-feira) e Marcos 16:9 e
Mateus 28:1 nos dizem que Jesus saiu da tumba no Sábado à noite ou no Domingo pela manhã. De Sexta a Domingo pela manhã não há como se contar três dias e três noites.

Para dar mais um exemplo do Novo Testamento, Jesus diz em João 14:13-14 que: "E tudo o que pedires em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei." Em milhões de situações tais solicitações foram feitas e não foram atendidas. Como um único exemplo, basta lembrar o assassinato de Robert F. Kennedy. Durante horas, logo após ter sido ferido, milhões de pessoas rezaram em nome de Jesus pela recuperação de Kennedy. Se já houve um teste para a força da oração cristã, esse foi um de fato. Todos sabemos o resultado. Contrariamente ao que estava mencionado na Bíblia, o pedido não foi atendido.

Assim ocorrem com outras profecias mencionadas na Bíblia. A existência de incorretas profecias colocam em dúvida a veracidade dos ensinamentos bíblicos. Vivemos quase 2 mil anos além do momento em que Jesus teria dito que esse mundo seria brutalmente interrompido. A visão apocalíptica predomina no Novo Testamento. Em toda a história houve pessoas e gerações que esperaram pelo fim iminente do mundo E é claro, o fim não chegou!

Se um versículo na Bíblia está errado, é bem possível que outros versículos estejam errados também. Portanto, é importante descobrir o que a Bíblia de fato diz, e não fingir que ela não diz algo que por acaso contradiz o ponto de vista de alguém em particular. Mas tudo o que a Bíblia diz precisa ser avaliado. Não é uma questão de assumir a posição de Deus, determinando o que é e o que não é verdade. É uma questão de usar nossa inteligência para avaliar o mérito do que os autores bíblicos dizem.
****************************

Leitura recomendada: “deus não é Grande”
Christopher Hitchens, Editora: Ediouro

Alguns comentários da capa do Livro:

Deus Não É Grande, de Christopher Hitchens, é o livro mais articulado e inflamado da recente safra de livros sobre religião.
The New Yorker

Com imensa vitalidade e sagacidade, além de uma raiva genuína, Christopher Hitchens elaborou um ataque completo a todos os aspectos da religião.
The New York Times

Não existe hoje na imprensa de língua inglesa um polemista mais discutido
do que Christopher Hitchens.
O Globo

Um comentário:

Anônimo disse...

ola amigo estou começando as leituras em seu blog sou tb um procurador de verdades ja fui catolico e fui batizado em uma igraja adventista quando ja de mais idade hoje não tenho uma religião como disse sou um buscador daquilo que é de veracidade só vos digo algo que vi na postagem sobre o fim dos tempos em que jesus disse que não passara essa geração e se vera o fim dos tempos segundo estudos que tenho realizado a palavra não seria bem geração como colocada ali não estou tentando arrumar desculpas mas somente enfatizando que meramente se falou (era) visto que nasceu na era de peixes e que entraremos na era de aquario ainda neste milenio aproximadamente em 2150 são leituras que fiz em alguns sites que busco e que por motivos de formatação do meu pc acabei por perde-las mas que logo que possivel tratarei de encontrar novamente infelismente não havia salvo ainda o artigo acredito em varios erros de interpretação do NT como postado em seu blog existem varios motivos que tb me levam a acreditar em uma biblia enfeitada pela igreja a seu modo de ver afinal revelar algo dessa natureza depois de tudo oque aconteceu na (INQUISIÇÃO) seria assinar a falencia ou algo ainda muito pior tão logo possa comentarei em seu blog algumas duvidas que tenho e quem sabe assim enriquecer seus debates abraço