Novidade!!! Lançamento!!!

Novidade!!! Lançamento!!!
Livro em formato E-Book

Translate

Seguidores

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Páginas

16 de maio de 2010

Capítulo 30: Guerra Santa das religiões brasileiras

Guerra Santa das religiões brasileiras

O Oriente Médio foi o berço das três maiores religiões monoteístas: o Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo. Em comum professam a fé num Deus único e identificam suas origens no patriarca Abrão. Todos os seres humanos devem obediência. Discute-se a sua existência; a crença no Deus eterno, onipotente, onipresente, onisciente, santo, justo e misericordioso foi sempre ponto contestável e incontestável e a maioria das pessoas morreu sem resolver o problema.

O Protestatismo - movimento religioso que surgiu no século 16 na Alemanha, França e Inglaterra. ´E um movimento reformador iniciado pelo monge Martinho Lutero, que contestava o papel mediador que a Igreja Católica exercia entre Deus e o fiel, os abusos da igreja católica, especialmente as indulgências. A designação provém do fato de partidários de Lutero terem protestado contra o decreto da Dieta de Espira (1529) que proibia a mudança de religião nos principados alemães. O Protestantismo tem hoje mais de 2 milhões de adeptos e fica em primeiro lugar na lista entre todas as religiões. Suas ramificações : luteranos, calvinistas, metodistas, anglicanos e batistas.

Evangélicos Pentecostais - surgiu nos Estados Unidos no final do século 19 e início do 20, baseado no acontecimento bíblico do Pentecostes. É uma corrente cristã que privilegia a espiritualidade, as manifestações do Espírito Santo e curas divinas. Ganha terreno dia-a-dia no Brasil , um dos fenômenos da fé mais intrigantes, é o crescimento acelerado das mega-igrejas evangélicas como são conhecidas as instituições protestantes em seu conjunto. Suas ramificações no Brasil: Assembléia de Deus, Congregação Cristã do Brasil, Evangelho Quadrangular e o Brasil para Cristo.

A Igreja Católica - reconhece o papa como autoridade máxima, que se expande por meio dos sacramentos, que venera a Virgem Maria e os santos, que aceita os dogmas como verdade incontestáveis e fundamentais e que tem como ponto litúrgico mais importante a missa.
A Igreja católica condena pecados capitais voltados às opções individuais do ser humano. Acontece que o mundo evoluiu e hoje a responsabilidade fundamental não é tão-sómente individual. Há em nosso mundo o pecado social, estrutural, ambiental. A sociedade é “pecaminosa” e normalmente indiferente as grandes questões do mundo globalizado que deveria ser mais humanizado politicamente.

Também tem um grupo importante, que é a Renovação Carismática, que veio dos EUA, ganha adeptos entre as classes médias e agora cresce nas camadas populares. Sua atuação divide as opiniões até do episcopado. Alguns acreditam que seja a oportunidade de resgatar para a religião os católicos indiferentes. Outros os consideram uma ameaça à ortodoxia por defenderem a livre interpretação da Bíblia e o batismo pelo Espírito Santo. Os progressistas criticam seu desinteresse pela atuação sócio-política, mas já houve caso de carismáticos integrados às lutas sociais da Igreja.
Na área protestante, as igrejas mais numerosas são hoje as Pentecostais e Evangélicos Neopentecostais cada vez mais influentes. Formam impérios na mídia que promovem a pregação conservadora tele-evangelistas junto à população mais carente. O século XX foi uma era de “Guerras Santas”. Exemplo: exércitos onde soldados da fé diziam lutar “em nome de Deus”. Acreditavam que seus adversários eram “inimigos de Deus”. Em 1995, um jovem judeu de formação ortodoxa, matou com dois tiros o primeiro-ministro de Israel Ytzhak Rabin, afirmando ter “recebido instruções de Deus para assassinar o premier”.
A década de 80 abriu espaço para o aumento de miseráveis sem-teto em escala mundial, contribuindo para um impressionante crescimento da desigualdade social e econômica. Mesmo os países mais ricos vêm hoje encontrando dificuldades e problemas sociais. É na periferia das grandes cidades que vem se desenvolvendo os círculos religiosos daquilo que o filósofo Sérgio Rouanet chamou de mal-estar da modernidade. À frente deles estão autoproclamados “emissários de Deus”, bradando que o remédio de todos os males repousa sobre a crença integral, integrista na liturgia e nos textos sagrados e sobre a perseguição do “diferente” do “infiel”.
No Brasil, um país caracterizado ainda por extremas desigualdades sociais, o perfil da questão religiosa sofreu nas últimas décadas fortes alterações. A Igreja Católica perdeu milhões de fiéis para outras crenças religiosas, principalmente para os evangélicos e espíritas. Os brasileiros estão dissolvendo um laço cultural e histórico, substituindo a religião fundadora do Brasil, herança que vem do passado colonial, por uma novidade na cena religiosa do país. Os que permaneceram fiéis ao catolicismo perderam aos poucos o compromisso cotidiano da prática da fé, passando a freqüentar cada vez menos as igrejas, enquanto que espíritas e evangélicos superlotavam os cultos religiosos, exigindo a constante multiplicação de casas de orações. É por estar perdendo adeptos que a igreja católica brasileira vem incentivando as ordenações sacerdotais e os movimentos leigos que pregam a devoção a Nossa Senhora e a obediência absoluta aos ditames papais.
O papa Bento XVI, recentemente declarou:

“A Igreja não pretende ser uma democracia. Não se pode pensar. Deve-se simplesmente aceitar a interpretação apresentada por aqueles legitimamente sancionados para fazê-lo. E ainda... não há espaço no Reino terrestre de Deus para Judaísmo, Islã, Budismo, Hinduismo ou qualquer outra coisa. Há apenas a Igreja de Roma, única verdadeira encarnação de Deus. Tudo mais é ignorância – a condição do bárbaro infiel de outros credos – ou heresia.”

Segundo o atual papa, uma das necessidades mais prementes dos católicos, hoje, é manter o mundo moderno à distancia e que não pense. Antes de se tornar o papa Bento XVI, o cardeal “medieval” Ratzinger, também deixou outra “pérola” uma advertência taxativa: Católicos que pertencem à outra Ordem estão em pecado carnal.

Para os católicos, a infalibilidade, é a prerrogativa atribuída ao papa, conforme a definição dogmática do Concílio Vaticano I, de não errar em matéria de fé e moral. Direitos e poderes, que não são aceitos pelos cristãos não-católicos. A igreja reconhece que não há inspiração bíblica para essa atribuição, mas a toma como uma assistência especial, prevenindo erros de ordem doutrinária e moral.

Movimentos como a Renovação Carismática, Encontro de Casais com Cristo, Equipes de Nossa Senhora, Opus Dei, procuram congregar os católicos, incluindo, em seus cultos, sessões de curas milagrosas, cantos e danças ao som de músicas que lembram celebrações de templos evangélicos e estão tentando com este tipo de prática atrair os fiéis de volta à igreja católica. Mas tanto a contra-ofensiva católica quanto a permanente ofensiva evangélica são acompanhadas por fortes manifestações do “mal-estar da modernidade”, quando muitas religiões vendem a fé em Deus, através da água benta para curar doenças.

A televisão é mobilizada para apresentar as religiões afro-brasileiras como “cultos do diabo” e imagens do ritual católico já em outros tempos receberam chutes diante das câmeras. Longe de darem exemplos de harmonia e fraternidade. As igrejas cristãs se digladiaram e os projetos ecumênicos de convivência cristã se tornaram vazios no episódio chamado de Guerra Santa, pela imprensa. Tais manifestações, no Brasil e em outros países, estão associadas as profundas transformações que o mundo vem atravessando nas últimas décadas, e como resultado dessas mudanças o certo e o errado se tornam relativos. Depende de quem ou para quem, certezas absolutas até bem pouco tempo, levantam hoje questionamentos infindáveis, quando a televisão levou aos lares imagens ao vivo de intolerância religiosa. Como também as que acontecem na “Terra Santa”, quando leva aos lares imagens da violência dos exércitos e facções terroristas contra populações civis e da brutalidade policial contra cidadãos indefesos. Tudo isso remete a outros tempos e outros lugares, quando na Europa, acontecia a intolerância e o fanatismo também dominava os espíritos das minorias éticas. Tudo isso nós leva a questionar as religiões do mundo.

As Evangélicas Neopentecostais - o estilo de culto fortemente emocional, voltado para o êxtase, com destaque para o exorcismo, a cura e o milagre. Entretanto, prega o rompimento com os costumes rígidos e defende o direito à prosperidade, isto é, o de enriquecer materialmente e não apenas espiritualmente.
Suas ramificações: Igreja Universal do Reino de Deus, Deus é Amor, Renascer em Cristo, Sara Nossa Terra e Igreja Internacional da Graça de Deus. Estas são as que mais estão crescendo e há várias explicações sobre o sucesso, Enquanto a Igreja Católica prega o sofrimento na Terra. Os Neopentecostais ensinam que Jesus já pagou o pecado das pessoas na cruz e que, portanto, elas não precisam sofrer mais. Tentam explicar o sofrimento: que algumas vezes vem de Deus como punição pelo pecado; e algumas vezes vem dos seres humanos como conseqüência do pecado. Alegam que algumas vezes o sofrimento por ter propósitos divinos (um teste para a fé) pode ser redentor e salvador. Algumas vezes Deus faz o bem o bem a partir do mal, em bem que não seria possível se o mal não existisse. Os evangélicos através da Igreja Universal do Reino de Deus e em razão da “teologia da prosperidade”, passaram a ser mais conhecidos no país e fundam uma Igreja a cada quinze dias pelo mundo.

Sara Nossa Terra - reflete parte da imagem da biografia do seu fundador, o ex-professor de Física durante 15 anos e bispo Robson Lemos Rodovalho de 57 anos. Quando jovem foi convertido a Jesus, nascido em Anápolis. Cresceu num ambiente de sincretismo, com influência católica, espírita e umbandista. Com 14 anos , viveu uma experiência marcante, quando uma arma de fogo disparou e matou uma pessoa e decidiu se tornar ateu. Conheceu a bíblia, deixou de andar armado e de fazer parte de gangues. Filiou-se ao grupo Mocidade para Cristo que atuava nas escolas e universidades e entrou para Igreja Presbiteriana, onde ficou cinco anos, quando fundou depois a então Comunidade Evangélica de Goiânia, que chegou a ter 7 mil membros. Divergências e a mudança para Brasília fizeram Rodovalho começar tudo de novo, em 1992. Fundou a Sara Nossa Terra, nos mesmos moldes da anterior que já se espalharam pelas capitais brasileiras.
De olho na classe média, a igreja aposta numa fórmula que mistura elementos já consagrados por outras igrejas evangélicas neopentecostais, como o uso da música nos cultos e presença maciça na mídia eletrônica e atenção individualizada aos fiéis. Prega a cura espiritual através da oração e o louvor ao Senhor, longe da multidão das celebrações, em grupos ou células muitas por afinidade profissional de até 12 pessoas. As células também se multiplicam. Só em Brasília já somam mais de 5 mil e os fiéis mais “moços” já são mais de 100 mil convertidos, espalhados por centenas de templos no Brasil e alguns do exterior , como Estados Unidos, Inglaterra, Portugal, Bélgica e Angola
Na Sara a forma de louvor toma a forma de animadas coreografias, inspira olas como as de torcidas de futebol e prossegue em uma badalada “rave” após o culto de fim de semana. O jeito moderno e pop é uma das marcas da Sara Nossa Terra, reduto de todas as idades especialmente de jovens e famosos. Aceitam o aborto em casos de estupro ou de risco de vida e não recriminam o divórcio. Defendem a clonagem. O uso de anticoncepcionais é incentivado como forma de planejamento familiar; não é moralista; a adesão do fiel à igreja é o batismo após os 12 anos (não obrigatório), os pastores e bispos atuam em duplas quando formam casais com as mulheres. O bispo Rodovalho é casado com a bispa sua parceira também, nas atividades religiosas. É uma igreja mais liberal. Tudo acontece de forma natural e os pastores não se acanham em recolher os dízimos ou ofertas que são uma “aliança que não pode ser quebrada” e pedir o dinheiro aos fiéis. Aceitam até cheques (mesmo pré-datados), tudo dentro de envelopes, citando textos bíblicos e cantando ao som da banda Koinonya de Louvor (“Tributai ao Senhor”), dinheiro para ser aplicado em projetos sociais, que dão assistência em forma de alimentos, agasalhos bem como atendimento médico e odontológico com a ajuda de voluntários. Enquanto pregam que a máquina de cartão-de-crédito é amaldiçoada pelo Diabo, os bispos também profetizam que “Deus vai mandar dinheiro para sua conta” e do palco tentam ensinar os fiéis a livrar-se das dívidas financeiras, avisando que “só colhe quem planta”. Deus criou o homem para ser próspero. Só devemos lembrar que Deus não enriquece as pessoas. Ser rico ou pelo menos ter dinheiro suficiente na geladeira, é em grande parte acidental e depende de você e quais as condições de vida oferecidas a você, bem como do que você faz com as oportunidades que se apresentam. Alguns de nós tem sorte. A imensa maioria das pessoas que já viveram e vivem, não. A maioria sofreu com dificuldades físicas e morreu sem resolver o problema. Como explicar issso?

A Igreja Renascer - fundada em 1986,ocupava o segundo lugar no ranking das neopentecostais no Brasil, com 1200 templos, uma rede de TV, duas fundações assistenciais, editora de livros, gravadora, rádios e outros meios de comunicação, quando aconteceu um dos maiores escândalos na sua história. Foi divulgado pela imprensa, que os Hernandes levavam uma vida de alto luxo no Brasil e exterior. O bispo e sua esposa chegaram a ter em um haras 259 cavalos de raça, onde o filho mais velho pagou por um exemplar mais de 300 mil reais, além de ter uma coleção de carros importados que incluía um Lincoln Navigator blindado de 150 mil dólares. Já auto-intitulada bispa gastava em roupas e acessórios caros e muitas jóias. Em Miami, outros nove carros na garagem quando o “templo” caiu. No Brasil, o casal responde a processos por estelionato, lavagem de dinheiro, falsidades diversas e sonegação fiscal.
A Igreja Renascer em Cristo teve os seus dois líderes Estevam e Sônia Fernandes presos, com cumprimento de penas, por terem entrado com dólares ilegalmente nos EUA. O bispo teve que “ver o sol renascer quadrado”. A bispa quando cumpria prisão domiciliar, teve que utilizar uma tornozeleira eletrônica, por meio da qual eram monitorados os seus passos pela justiça americana. Os seus ex-fiéis, no Brasil, sugeriram que fosse gravada nele a frase: “Guiada por Deus, seguida pelo FBI”
Recentemente em São Paulo, nove pessoas morreram e 108 pessoas ficaram feridas, ao desabar o teto de uma igreja durante um culto, sobre a cabeça dos fiéis. Quando as investigações mostram, falhas bem terrenas, Estevam já encontrou um culpado pela tragédia. O apóstolo Estevam Hernandes, fundador da Renascer, em transmissão de culto da Flórida – EUA, afirmou:
“Vamos esmagar com os nossos pés sangrando a cabeça do gigante Satanás que fez aquele teto desabar da Lins de Vasconcelos (nome da rua) desabar”.
Tudo isso acontece num país onde se quer que os fiéis pensem, liderados não por bispos (as) que terminam parando na cadeia pelas loucuras que cometem em nome de Jesus e Deus. A cada momento um espanto, uma indignação, uma decepção para seus seguidores. Total falta de pudor e o maior cinismo para ter poder, luxo e riquezas a qualquer custo, um péssimo exemplo para as demais religiões e seus fiéis, líderes vendendo fé e falsas esperanças. Os que chafurdam agora na lama têm muito a explicar aos seus fiéis irmãos e irmãs, que deram o seu dinheiro suado a espera de grandes obras sociais e curas milagrosas e salvação eterna. São malvados, espertos, que exploraram a credulidade inocente, como no tempo das indulgências. È chocante até para os não crentes. Coitadinhos tão inocentes. Mas os que pensam, que a Renascer vai desaparecer, apesar de ter encolhido, se enganam, os seus líderes apenas sofreram um duro golpe. Irão “renascer” das cinzas, pois o poder de convencimento através da oratória é muito grande. Quem deu a vida e dinheiro ao bispo...Ade$s !!!

Teologia da Prosperidade - É comum confundir as igrejas que não pertencem à tradição católica. No Protestantismo, surgido na Reforma iniciada no século passado por Lutero, não se reconhece a autoridade do papa, defende-se a livre interpretação da Bíblia e se rejeita o culto a Maria, aos santos e imagens. Os protestantes se dividem em históricos e pentecostais. Fazem parte do primeiro grupo os luteranos, anglicanos, calvinistas e metodistas. Os pentecostais e neopentecostais, surgidos nos EUA, no começo do século XX, acreditam nos dons do Espírito Santo, como a cura e profecia. Os cultos têm exorcismo e solução de problemas que atraem milhões de fiéis. Orações emocionadas são em voz alta. Essas igrejas dão ênfase a ritos de exorcismo e cura e seguem a Teologia da Prosperidade, criada pelo americano Kenneth Hagin, nos anos 70.
Segundo essa corrente os fiéis devem ser abençoados em vida com bens materiais. Segundo a obra a A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo, do alemão Karl Marx Weber, o enriquecimento é um efeito não-intencional da crença no trabalho e na disciplina como chave da salvação. Para as igrejas ela é obrigação de Deus com o fiel.” Embora a Teologia da Prosperidade não seja central. Você se volta para Deus, e o resto é conseqüência. “A Igreja sempre pregou que Ele foi pobre, mas isso não é verdade. Ele não recebeu somente três presentinhos dos reis magos. Ganhou muito mais, e ficou rico. Tinha até tesoureiro. Como ele cuidaria de seus discípulos sem dinheiro? Eles precisavam comer e trocar de roupa, mas isso a igreja tradicional não diz,”critica o pastor batista Ariovaldo Ramos, em entrevista a revista Galileu Especial.

A história da Teologia da Prosperidade nos faz lembrar do filme de Piratas do Caribe, onde Johnny Depp vive o papel de um bucaneiro cuja boca é adornada com três dentes de ouro. (os créditos desta versão resumida , são do jornalista e escritor Moacyr Scliar, publicada no Jornal Zero Hora)
“...Durante muito tempo, dentes de ouro foram no Brasil e em outros países (sobretudo os da Ásia Central e Cáucaso), símbolo de status. O que aliás aparece na literatura....Mas ouro também é metal precioso, e daí o apelo à imaginação e à cobiça. Por volta de 1992, espalhou-se pelo país a notícia de que um estranho fenômeno estaria ocorrendo em templos de várias seitas: dentes de ouro apareciam milagrosamente na boca de fiéis, criando o que na época foi chamado de “Teologia da Prosperidade”.

Igreja Universal do Reino de Deus - trinta anos se passaram e, atualmente tem cerca de 8 milhões de fiéis somente no Brasil. Seu processo de crescimento é sem paralelo na história do Brasil. Igreja com um exército de 10.000 pastores e esposas só no Brasil. Gera 22 mil empregos diretos em mais de 4.700 templos instalados em 172 países e o número de obreiros e “crentes” continua crescendo a cada dia.Tem a seu serviço um império – o que, segundo estudiosos da área, é uma das razões do seu avanço através do televangelismo na mídia eletrônica. A primeira IURD-Universal Church, no exterior foi fundada nos Estados Unidos em 1980 em Nova York e se espalhou também em outros estados americanos. A partir de então conquistou outros países das Américas, da Europa, da Ásia e da África, com dificuldades, objeções e protestos de políticos e instituições religiosas em alguns destes países. Na Espanha onde está há 15 anos teve dificuldades e sofreu processos, devido a presença mais forte da Opus Dei católica e da ordem dos jesuítas.
Edir Macedo Bezerra (1945), bispo, idealista, líder e fundador e primaz da Universal, com um currículo invejável, como bacharel e doutor em Filosofia Cristã, Ciências Teológicas, cidadão benemérito em diversas capitais e medalhas recebidas por governos do Brasil e até pelo senado da França. Jogar buraco e fotografar a natureza nos países visitados.
Sua função predileta: comandar cultos no altar; gravar e transmitir a sua mensagem diária na rádio; ler a bíblia, escrever mensagens religiosas viajar e inaugurar novos templos pelo país e pelo mundo. Escritor com mais de 10 milhões de livros vendidos em 34 títulos.
Reuniu um milhão de evangélicos em cada concentração, e isto em três vezes diferentes no Rio de Janeiro. Suas pregações e concentrações com mega shows já lotaram muitos estádios brasileiros de futebol. Na praia e aterro do flamengo no Rio de Janeiro, reuniu 1,5 milhão de pessoas. Seu hoby: assistir futebol, jogar buraco e fotografar a natureza nos países visitados.
Tudo começou em 1977. O então pastor iniciou a sua carreira com a Bíblia na mão, num coreto do Jardim do Méier. Depois alugou um imóvel uma antiga funerária, um gesto que foi considerado uma loucura já que o aluguel era muito caro. O antigo galpão se tornou o grande templo da Abolição, com capacidade para 1500 fiéis e logo ampliado para 2 mil pessoas. Hoje o maior templo no Rio de Janeiro reúne 18 mil pessoas , construído em 17 mil metros quadrados. e a sua história mostrou o contrário, pois dizia que queria espalhar o evangelho pelos quatro cantos do mundo e para isso tinha que pensar grande e é o que vem acontecendo. Utilizou o poder da mídia, TV, rádios com horários e espaços alugados, jornais sem desprezar a evangelização boca-a-boca, como ninguém e logo se espalhou por todos os estados brasileiros. O templo de Belo Horizonte tem 28 mil metros quadrados, lugares para 5 mil fiéis, hotel para bispos e pastores com heliporto. Possui shopping guardado por seguranças.
Sua última grande obra para os cristãos brasileiros, foi o Centro Cultural Jerusalém, onde foi construída a maquete com pedras trazidas da Terra Santa. A tecnologia permite que cada visitante se sinta em Jerusalém, como se o visitante, estivesse sob o céu estrelado, ao pôr-do-sol e também num dia de sol. O Centro conta ainda com um anfiteatro, batistério, cybercafé, loja de souvenirs, área para exposições e telões para apresentação de documentários. A Catedral demorou dois anos para ser feita e a maquete cinco é nova atração turística do Rio de Janeiro e uma nova maneira de ensinar a Bíblia.

A função do pastor (obreiro) e bispo (senhor), não é vitalícia. Qualquer um pode subir ou descer do posto por motivos de ordem moral (l Timóteo 3.2). Todos se dedicam para almejar o cargo máximo de bispo e se espelham em Macedo. O adultério significa exclusão da Igreja. A ordem e orientação é a disciplina moral. Os pastores e auxiliares recebem treinamento de três anos. Inclusive as reuniões e palestras são transmitidas por vídeo conferências para seus pastores, onde o tema a ser pregado aos fiéis, deve ser repassado exatamente igual em todos os lugares. Cada pastor recebe morada e plano de saúde, nunca se aposenta e os inválidos recebem auxílio. Nas igrejas de maior crescimento o pastor recebe um carro emprestado.
A sua pregação não é muito diferente das outras neopentecostais. Há um só Deus. O Deus pai foi o primeiro a se manifestar ao homem. o filho Jesus foi o segundo e a manifestação da terceira foi na Pessoa da Santíssima Trindade. A Bíblia é a palavra de Deus. A justificação do homem somente se realiza pela fé em Jesus. O batismo nas águas é realizado pela fé no senhor e a imersão é realizada em nome do Pai, Filho e Espírito Santo. Adota o sistema de fundamentar a sua fé exclusivamente na palavra de Deus, isto é, a Bíblia Sagrada. A Santa Ceia é a cerimônia mais importante e serve para uma renovação dos votos de aliança com Deus através do sangue de Jesus, que concede autoridade espiritual a seus seguidores, não somente para curar os enfermos e expulsar os demônios, mas para levar a sua palavra e fazer discípulos. Nos cultos da liberdade espiritual fazem forte apelo emocional e deixam muitos seguidores nas sessões de descarrego (expulsão do demônio) em estado de transe. Contestam todas as outras religiões, especialmente, o espiritismo e cultos afro-brasileiros como, umbanda, candomblé e quimbanda.
Todos têm o direito à vida abundante e todos devem desejar a volta de Jesus o mais breve possível. Todos devem estar preparados para recebê-lo. O objetivo final de um relacionamento permanente com Jesus pela fé é a vida eterna, a qual ele prometeu a todos que perseveram até o fim. Quanto aos dízimos e às ofertas são tão sagradas e tão santas quanto a palavra de Deus. Os dízimos significam fidelidade e as ofertas o amor do servo para com o Senhor.

“- As pessoas não devem dar oferta para ajudar a Igreja, mas para ajudar a si próprias. Quem dá está fazendo um investimento em si , na sua vida. É o que mostra a Bíblia. Quem dá tudo recebe tudo de Deus. É inevitável. É toma lá, dá cá.”

-A primeira cerimônia oficial feita neste país foi uma missa. E o que aconteceu até hoje? Por séculos, o clero católico ensinou os brasileiros a aceitarem a miséria, a se conformarem com a pobreza, enquanto o Vaticano sempre desfrutou de riqueza. A história mostra isso...A Igreja católica sempre impregnou na cabeça das pessoas que riqueza é coisa do mal e que pobreza é boa. Eles querem que eu pregue a “teologia da miséria”? Querem que eu pregue a pobreza? Querem que as pessoas sejam pobres e a igreja rica? Eu prego o que Jesus falou. Ele veio trazer vida e vida com abundância. Está escrito na Bíblia católica também. Qual é o pai ou a mãe que deseja o pior para seu filho? O pai é rico e os filhos são miseráveis. Qual o sentido disso? È uma questão de raciocínio. Se uma pessoa vem à igreja e é explorada, não recebe nenhum benefício, ela nunca mais volta. Ou voltaria para ser explorada novamente? Claro que não. As que estão conosco até hoje, é porque têm sido beneficiadas. Somos acusados de exploração da boa-fé por puro preconceito. Por inveja do sucesso da igreja e do meu trabalho como pregador, afirma Macedo. Trabalho que gera resultado na vida das pessoas. Analise a história de quem está na igreja. A maioria entrou falida, sem nada, fracassada na vida econômica e hoje são empresários bem-sucedidos, donos de negócios lucrativos, carros, casas, bens que não acabam mais. E o mais importante: tiveram a família reconstruída, a felicidade de volta. Pergunte a elas, não a mim. Eu sou o explorador? A Igreja cresce porque o povo é beneficiado. As pessoas que mais focamos são os fracassados. E por quê? Porque o Deus em que cremos é um Deus vivo. Em razão disso. Deus se torna obrigado a corresponder às necessidades das pessoas. Ou Deus existe a atende ao clamor delas ou Deus simplesmente não existe. É um compromisso que revela a fé prática. A de deus que fica obrigado a esse compromisso com a pessoa que deu o dízimo, fica obrigado a cumprir a promessa que está na Bíblia. “Trazei o dízimo e eu abrirei as janelas do céu”. Além disso, não impomos nada. Não cobramos o dízimo de ninguém. Deus em primeiro lugar. Apenas conscientizamos as pessoas dessa prática. Ou seja, os primeiros frutos. A Igreja Universa também começou em um barraco, mas olha como está hoje. Você precisa investir em Deus...Quando alguém faz um sacrifício financeiro. Deus fica sem opção. Ele tem a obrigação de responder, porque é sua promessa. É a fé. Basta seguir o que Deus disse: “Provai-me nos dízimos e nas ofertas”.

Em 1992, devido ao sucesso vertiginoso da igreja, o bispo Macedo teve que passar uma temporada de onze dias na cadeia, para dar explicações à justiça brasileira acusado de evasão de divisas, estelionato, curandeirismo e charlatanismo. Não houve condenação definitiva, foi acusado injustamente. Após a compra de um canal de televisão (falida) a TV Record, por US$ 45 milhões de dólares, que hoje vale 2 bilhões de dólares e cobre todo o país com cem emissoras afiliadas a retransmite até para o exterior a sua programação. Grupos rivais dos meios de comunicação e políticos, na tentativa de anular a compra, terminaram por realizar perseguição religiosa e a prisão do bispo. Estava escrita uma das mais negras histórias de perseguição religiosa no país. A Guerra Santa terminou, mas as seqüelas permaneceram após 21 processos criminais instaurados e arquivados por falta de provas.
Na época o hoje reeleito Presidente da República do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, criticou o preconceito religioso por trás da detenção:

“Acho um absurdo a prisão sob o argumento de que o bispo está enganando as pessoas com sua religião. As pessoas tem fé naquilo que querem ter fé. Eu estou convencido de que, se a gente não tomar cuidado neste país, daqui a pouco a polícia entrará em sua casa e prenderá qualquer um, sem nenhum critério. Precisamos discutir o critério pelo qual o juiz julga o charlatanismo.”

Seu grande segredo para o crescimento: além da sua fé e dos fiéis voluntários, dos pastores, o apoio da sua esposa. Apoio dos políticos a nível federal (7 deputados) e 19 deputados estaduais e 91 vereadores municipais em todo o país. Seu braço direito se chama, Romualdo Panceiro. Vem também do sobrinho de Macedo, o Senador da República Marcelo Crivella, que foi na época à tribuna discursar e defender o patrimônio da Universal, no caso da apreensão de 10,2 milhões de reais que a Policia Federal aprendeu no aeroporto em malas e que estavam com um bispo da Igreja. Disse ele na ocasião:
“Esse dinheiro é fruto de doações de fiéis. Tem origem e destino”.

Na Universal tudo é descomunal e gigantesco, inclusive as obras sociais realizadas através das diversas entidades beneficentes, que desenvolvem trabalho voluntário com ajuda material e de ensino em instituições como creches, delegacias, centros de recuperação de menores, favelas. Dão assistência social a viciados, travestis, prostitutas , ex-presidiários em centros de recuperação. Também dão apoio jurídico, resgate de mendigos, projetos de alfabetização, cursos profissionalizantes. Atuam em praças públicas e junto a comunidades carentes e sofridas. Nas madrugadas os seus call-centers espirituais atendem os aflitos, depressivos e desesperados através de consolo orientação e por telefone. Suas campanhas de arrecadação e doação de alimentos, roupas, cobertores e remédios, quando realizadas com apelo nas suas rádios, jornal (A Folha Universal tem tiragem de 2,3 milhões de exemplares), livros (10 milhões de exemplares vendidos), revista (Plenitude), e TV (Record e Guaíba) as campanhas realizadas pelo governo e se destacam também em outros países.
Até essa leitura chegar as suas mãos e através do comandante Macedo o fenômeno das religiões a Universal – IUR, de um lado do hemisfério a outro. A religião do Pentecostalismo, é a maior obra de exportação do nosso país. Sózinha deverá ter 10 milhões de crentes fiéis e estará já em 200 países.


***********************

Nenhum comentário: